ann15083-pt — Anúncio

Cerimónia marca enorme progresso na construção do Supernova do ESO

29 de Outubro de 2015

Nos últimos meses, a construção do Supernova, o Planetário e Centro de Visitantes do ESO, tem avançado imenso e a arquitetura notável do edifício já se distingue perfeitamente. Para celebrar o passo acelerado dos trabalhos de construção, preparámos uma festa que teve lugar a 28 de outubro de 2015, na Sede do ESO em Garching bei München, Alemanha.

Os trabalhadores da obra foram convidados pelo ESO, pelos arquitetos Bernhardt + Partner e outras companhias envolvidas na construção incluindo Schumann Projektsteuerung, Bollinger + Grohmann, IB Hausladen e Burnickl Ingenieure, para uma festa que incluiu comida e cerveja. A ocasião deu a oportunidade, tanto à equipa de construção como aos futuros ocupantes, de celebrar o progresso do edifício e desejar aos seus ocupantes muita sorte no futuro.

O ESO, os arquitetos e outros parceiros envolvidos gostariam particularmente de aproveitar esta oportunidade para agradecer aos trabalhadores da obra a sua excecional dedicação na construção de um edifício tão complexo e invulgar.

Estiveram presentes na festividade representantes de todas as companhias envolvidas na obra, num total de 70 pessoas.

O Supernova do ESO, concebido pelos arquitetos Bernhardt + Partner e doado pela Fundação Klaus Tschira Stiftung, dará aos visitantes uma experiência imersiva de astronomia e dos resultados científicos, projetos e avanços tecnológicos do ESO. Incluirá um planetário digital de vanguarda de cúpula completa, uma exposição interativa e uma pequeno cinema 3D. As estações científicas interativas desenvolvidas pelo HITS oferecerão aos visitantes uma introdução engraçada a uma grande variedade de tópicos científicos.

A cerimónia de colocação da primeira pedra do Supernova do ESO realizou-se a 24 de fevereiro de 2015 (ann15011), marcando assim o começo da fase principal de construção da infraestrutura, que deverá ficar pronta no início de 2017, prevendo-se a sua abertura ao público durante a segunda metade de 2017.

Links

Mais informação

HITS

O Instituto Heidelberg de Estudos Teóricos (HITS gGmbH) foi estabelecido pelo co-fundador Klaus Tschira e a sua fundação, a Klaus Tschira Stiftung, como uma instituição privada sem fins lucrativos. O HITS leva a cabo investigação de base no âmbito do processamento, estruturação e análise de grandes quantidades de dados em ciências naturais, matemática e ciência de computadores. As áreas de investigação vão desde a biologia molecular à astrofísica.

KTS

A Klaus Tschira Stiftung promove o avanço das ciências naturais, matemática e ciência de computadores, pretendendo aumentar o gosto por estas áreas. O empenhamento da Fundação começa no jardim de infância estendendo-se por escolas, universidades e centros de investigação.

ESO

O ESO é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é de longe o observatório astronómico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 16 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça, assim como pelo Chile, o país de acolhimento. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e operação de observatórios astronómicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrónomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronómica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronómico óptico mais avançado do mundo e dois telescópios de rastreio. O VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo que trabalha no infravermelho e o VLT Survey Telescope, o maior telescópio concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é um parceiro principal no ALMA, o maior projeto astronómico que existe atualmente. E no Cerro Armazones, próximo do Paranal, o ESO está a construir o European Extremely Large Telescope (E-ELT) de 39 metros, que será “o maior olho do mundo virado para o céu”.

Contactos

Lars Lindberg Christensen
Head of ESO ePOD
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6761
Telm: +49 173 3872 621
Email: lars@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann15083

Imagens

Cerimónia marca enorme progresso na construção do Supernova do ESO
Cerimónia marca enorme progresso na construção do Supernova do ESO