A estrela artificial do VLT

Esta nova imagem, obtida pelo Embaixador Fotográfico do ESO Gianluca Lombardi, mostra uma imensidão de cores, desde uma bruma rosa que domina o fundo da imagem até aos azuis e brancos da Via Láctea no céu. Em primeiro plano podemos ver os Telescópios Principais do Very Large Telescope (VLT), instalado no Observatório do Paranal do ESO no Chile.

Cortando a imagem vemos uma linha amarela, que corresponde à estrela guia laser do VLT, parte do sistema de óptica adaptativa do telescópio que serve para compensar os efeitos da turbulência atmosférica nas imagens. A radiação vinda do espaço é distorcida quando passa pela atmosfera devido a variações locais. Sempre que possível, os astrónomos usam uma estrela brilhante para calibrar as observações, mas quando não existe uma tal estrela suficientemente perto do objeto em estudo, usa-se uma estrela artificial - criada apontando um laser brilhante e penetrante para a noite, como podemos ver na imagem.

Créditos:

ESO/G. Lombardi (glphoto.it)

Sobre a imagem

Id:potw1425a
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:23 de Junho de 2014 às 10:00
Tamanho:5760 x 3840 px

Sobre o objeto

Nome:Laser Guide Star, Paranal, Very Large Telescope
Tipo:Unspecified : Technology : Observatory : Telescope

Formatos de imagens

JPEG grande
6,4 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
339,5 KB
1280x1024
541,8 KB
1600x1200
767,5 KB
1920x1200
905,2 KB
2048x1536
1,2 MB

 

Veja também