Notas de Imprensa

Subscribe to receive news from ESO in your language!
eso1216pt — Nota de Imprensa Científica
ALMA revela o funcionamento de um sistema planetário próximo
12 de Abril de 2012: Um novo observatório ainda em construção forneceu aos astrónomos importantes pistas na compreensão de um sistema planetário próximo, no sentido de sabermos como é que estes sistemas se formam e evoluem. Os astrónomos utilizaram o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) e descobriram que os planetas que orbitam a estrela Fomalhaut são muito mais pequenos do que o inicialmente suposto. Este é o primeiro resultado científico publicado correspondente ao primeiro período de observações científicas do ALMA abertas aos astrónomos de todo o mundo.
eso1215pt — Nota de Imprensa Institucional
ESO expande a sua Sede
4 de Abril de 2012: O Observatório Europeu do Sul (ESO) contratou arquitectos da Auer+Weber para desenharem uma extensão da sua Sede em Garching bei Munchen, Alemanha. O estilo inovador do novo edifício de gabinetes ajudará a albergar o número crescente de pessoal que trabalha em Garching e será o berço das inovações tecnológicas necessárias aos ambiciosos projetos do ESO, tais como o European Extremely Large Telescope. Com o término da construção previsto para o final de 2013, a nova Sede do ESO contribuirá grandemente para o desenvolvimento do campus de investigação em Garching.
eso1214pt — Nota de Imprensa Científica
Muitos milhares de milhões de planetas rochosos nas zonas habitáveis de estrelas anãs vermelhas na Via Láctea
28 de Março de 2012: Um novo resultado do instrumento HARPS, o descobridor de planetas do ESO, mostra que os planetas rochosos não muito maiores que a Terra são bastante comuns nas zonas habitáveis em torno das estrelas vermelhas de fraca luminosidade. Uma equipa internacional de astrónomos estimou que existam dezenas de milhares de milhões de tais planetas só na galáxia da Via Láctea e provavelmente cerca de uma centena na vizinhança imediata do Sol. Esta é a primeira medição direta da frequência de super-Terras em torno de anãs vermelhas, as quais constituem cerca de 80% de todas as estrelas da Via Láctea.
eso1213pt — Foto de Imprensa
VISTA observa as profundezas do Cosmos
21 de Março de 2012: O telescópio VISTA do ESO criou a maior imagem de campo profundo do céu no infravermelho. Esta nova imagem de uma zona vulgar do céu foi obtida no âmbito do rastreio UltraVISTA e revela-nos mais de 200 000 galáxias. É apenas uma parte de uma enorme coleção de imagens completamente processadas de todos os rastreios VISTA, que foram postas à disposição de todos os astrónomos do mundo pelo ESO. O UltraVISTA é um baú do tesouro que está a ser utilizado no âmbito do estudo de galáxias distantes no Universo primordial, assim como em muitos outros projetos científicos.
eso1212pt — Nota de Imprensa Científica
Os hábitos alimentares das galáxias adolescentes
14 de Março de 2012: Novas observações obtidas com o Very Large Telescope do ESO estão a contribuir de forma significativa para a compreensão de como crescem as galáxias adolescentes. No maior rastreio alguma vez efectuado sobre estes objetos, os astrónomos descobriram que as galáxias alteram os seus hábitos alimentares durante os anos da adolescência - o período que vai desde os 3 aos 5 mil milhões de anos depois do Big Bang. No início desta fase, correntes de gás eram o lanche preferido, enquanto que mais tarde as galáxias cresceram principalmente devido a canibalismo de outras galáxias menores.
eso1211pt — Foto de Imprensa
Um encontro de galáxias
7 de Março de 2012: O VLT Survey Telescope (VST), instalado no Observatório do Paranal do ESO, no Chile, obteve imagens de um conjunto de galáxias em interação no enxame de galáxias de Hércules. A nitidez da nova imagem e as centenas de galáxias obtidas com grande detalhe em menos de três horas de observação, mostram bem a grande capacidade do VST, e da sua enorme câmara OmegaCAM, para explorar o Universo próximo.
eso1210pt — Nota de Imprensa Científica
VLT redescobre a vida na Terra
29 de Fevereiro de 2012: Ao observar a Lua com o Very Large Telescope do ESO, os astrónomos encontraram evidências de vida no Universo - na Terra. Encontrar vida no nosso planeta pode parecer algo trivial, mas a técnica inovadora utilizada por uma equipa internacional pode levar a futuras descobertas de vida noutros locais do Universo. O trabalho foi apresentado num artigo científico que será publicado a 1 de Março de 2012 na revista Nature.
eso1209pt — Foto de Imprensa
APEX observa nuvens escuras no Touro
15 de Fevereiro de 2012: Uma nova imagem do telescópio APEX (Atacama Pathfinder Experiment), situado no Chile, mostra um filamento sinuoso de poeira cósmica com mais de dez anos-luz de comprimento. No seu interior estão escondidas estrelas acabadas de nascer e nuvens densas de gás preparam-se para colapsar e formar ainda mais estrelas. Esta é uma das regiões de formação estelar mais próximas de nós. Os grãos de poeira cósmica são tão frios que são necessárias observações no comprimento de onda do milímetro, tais como estas obtidas com a câmara LABOCA montada no APEX, para podermos detectar o seu brilho ténue.
eso1208pt — Foto de Imprensa
VLT obtém a imagem infravermelha mais detalhada de sempre da Nebulosa Carina
8 de Fevereiro de 2012: O Very Large Telescope do ESO captou a imagem no infravermelho mais detalhada conseguida até agora da Nebulosa Carina, uma maternidade estelar. Muitas estruturas previamente escondidas e espalhadas pela espetacular paisagem celeste de gás, poeira e estrelas jovens, são agora visíveis. Esta é uma das imagens mais extraordinárias obtidas pelo VLT.
eso1207pt — Foto de Imprensa
Uma Bolsa de Formação Estelar
1 de Fevereiro de 2012: Esta nova imagem mostra uma maternidade estelar chamada NGC 3324. Foi obtida com o instrumento Wide Field Imager montado no telescópio MPG/ESO de 2.2 metros instalado no Observatório de La Silla no Chile. A intensa radiação ultravioleta emitida por várias das estrelas jovens quentes da NGC 3324 escavou uma cavidade no gás e poeira circundantes e faz com que a nuvem de gás brilhe com cores vivas.
eso1206pt — Nota de Imprensa Científica
As galáxias de maior massa que existem atualmente tiveram vidas muito ativas no passado
25 de Janeiro de 2012: Utilizando o telescópio APEX, uma equipa de astrónomos descobriu a melhor relação encontrada até hoje entre os mais intensos episódios de formação estelar no Universo primordial e as galáxias de maior massa que se observam atualmente. As galáxias, em pleno crescimento devido a fortes episódios de formação estelar no Universo primitivo, viram o nascimento de novas estrelas parar abruptamente, deixando-as como galáxias de elevada massa - mas passivas - com estrelas a envelhecer no Universo atual. Os astrónomos pensam ter encontrado o provável culpado desta súbita travagem na formação estelar: a emergência de buracos negros supermassivos.
eso1205pt — Foto de Imprensa
A Helix em Novas Cores
19 de Janeiro de 2012: O telescópio VISTA do ESO instalado no Observatório do Paranal no Chile, obteve esta bela imagem da Nebulosa Helix. Esta fotografia tirada no infravermelho revela filamentos de gás frio nebular, que seriam invisíveis em imagens obtidas no óptico, ao mesmo tempo que nos mostra um fundo rico em estrelas e galáxias.
eso1204pt — Nota de Imprensa Científica
População de planetas é numerosa
11 de Janeiro de 2012: Uma equipa internacional, que inclui três astrónomos do Observatório Europeu do Sul (ESO), utilizou a técnica de microlente gravitacional para determinar quão comuns são os planetas na Via Láctea. Após uma busca que durou seis anos e onde se observaram milhões de estrelas, a equipa concluiu que os planetas em torno de estrelas são a regra e não a excepção. Os resultados serão publicados na revista Nature a 12 de Janeiro de 2012.
eso1203pt — Nota de Imprensa Científica
El Gordo - Um enxame de galáxias “gordo” e distante
10 de Janeiro de 2012: Um enxame de galáxias jovem extremamente quente e de elevada massa - o maior alguma vez observado no Universo longínquo - foi estudado por uma equipa internacional de astrónomos que utilizou o Very Large Telescope (VLT) do ESO, instalado no deserto do Atacama no Chile, juntamente com o Observatório de raios-X Chandra da NASA e o Atacama Cosmology Telescope. Os novos resultados são anunciados no dia 10 de Janeiro de 2012 no Encontro da Sociedade Astronómica Americana, que se realiza em Austin, Texas.
eso1202pt — Nota de Imprensa Institucional
O ESO celebra 50 anos de descobertas astronómicas
5 de Janeiro de 2012: O ano de 2012 marca o quinquagésimo aniversário do Observatório Europeu do Sul (ESO), a mais importante organização intergovernamental para a investigação em astronomia do mundo. O ano do aniversário dá-nos a oportunidade de olhar para trás no tempo, lembrando a história do ESO e celebrando os avanços científicos e tecnológicos, ao mesmo tempo que também olhamos em frente para os próximos programas extremamente ambiciosos. O ESO está a planear diversas atividades interessantes a serem realizadas ao longo de todo ano.
eso1201pt — Foto de Imprensa
O núcleo brumoso e cor de rosa da Nebulosa Ómega
4 de Janeiro de 2012: A nova imagem da Nebulosa Ómega, obtida pelo Very Large Telescope do ESO (VLT) é uma das imagens mais nítidas deste objeto, captada a partir do solo. A imagem mostra as regiões centrais cor de rosa e brumosas desta famosa maternidade de estrelas e revela com um detalhe extraordinário a paisagem cósmica composta por nuvens de gás, poeira e estrelas recém-nascidas.
eso1153pt — Foto de Imprensa
Cometa de Natal Lovejoy observado no Paranal
24 de Dezembro de 2011: Foram tiradas excelentes fotografias e vídeos a partir do Observatório do Paranal do ESO, Chile, ao recentemente descoberto cometa Lovejoy. O cometa apareceu no céu austral depois de sobreviver de forma inesperada a um encontro próximo com o Sol.
eso1152pt — Foto de Imprensa
Uma galáxia transbordando de estrelas novas
15 de Dezembro de 2011: O telescópio de rastreio VST (sigla do inglês VLT Survey Telescope) capturou uma bonita imagem da galáxia espiral NGC 253. Esta nova fotografia é provavelmente a imagem de grande campo mais detalhada alguma vez obtida deste objeto e seus arredores. Demonstra que o VST, o mais recente telescópio instalado no Observatório do Paranal do ESO, consegue obter imagens que são, ao mesmo tempo, de campo largo e extremamente nítidas.
eso1151pt — Nota de Imprensa Científica
O Jantar de um Buraco Negro Aproxima-se a Grande Velocidade
14 de Dezembro de 2011: Utilizando o Very Large Telescope do ESO, uma equipa de astrónomos descobriu uma nuvem de gás, com várias vezes a massa da Terra, a aproximar-se rapidamente do buraco negro situado no centro da Via Láctea. Esta é a primeira vez que uma nuvem “condenada” é observada em aproximação a um buraco negro supermassivo. Os resultados serão publicados a 5 de Janeiro de 2012 na revista Nature.
eso1150pt — Nota de Imprensa Institucional
E-ELT mais próximo de se tornar uma realidade
9 de Dezembro de 2011: O órgão governativo do Observatório Europeu do Sul, o Conselho do ESO, aprovou o orçamento do ESO para 2012, orçamento esse que inclui já trabalho de preparação da estrada que leva ao local do E-ELT no Cerro Armazones e desenvolvimento inicial de alguns componentes ópticos bastante complexos para o telescópio. Com alguns dos países membros do ESO já comprometidos em financiar parte dos custos adicionais relativos ao projeto, espera-se a aprovação final de todo o programa E-ELT para meados de 2012.
Mostrar 141 até 160 de 1063