Notas de Imprensa

Assine as Notícias do ESO
eso1201pt — Foto de Imprensa
O núcleo brumoso e cor de rosa da Nebulosa Ómega
4 de Janeiro de 2012: A nova imagem da Nebulosa Ómega, obtida pelo Very Large Telescope do ESO (VLT) é uma das imagens mais nítidas deste objeto, captada a partir do solo. A imagem mostra as regiões centrais cor de rosa e brumosas desta famosa maternidade de estrelas e revela com um detalhe extraordinário a paisagem cósmica composta por nuvens de gás, poeira e estrelas recém-nascidas.
eso1153pt — Foto de Imprensa
Cometa de Natal Lovejoy observado no Paranal
24 de Dezembro de 2011: Foram tiradas excelentes fotografias e vídeos a partir do Observatório do Paranal do ESO, Chile, ao recentemente descoberto cometa Lovejoy. O cometa apareceu no céu austral depois de sobreviver de forma inesperada a um encontro próximo com o Sol.
eso1152pt — Foto de Imprensa
Uma galáxia transbordando de estrelas novas
15 de Dezembro de 2011: O telescópio de rastreio VST (sigla do inglês VLT Survey Telescope) capturou uma bonita imagem da galáxia espiral NGC 253. Esta nova fotografia é provavelmente a imagem de grande campo mais detalhada alguma vez obtida deste objeto e seus arredores. Demonstra que o VST, o mais recente telescópio instalado no Observatório do Paranal do ESO, consegue obter imagens que são, ao mesmo tempo, de campo largo e extremamente nítidas.
eso1151pt — Nota de Imprensa Científica
O Jantar de um Buraco Negro Aproxima-se a Grande Velocidade
14 de Dezembro de 2011: Utilizando o Very Large Telescope do ESO, uma equipa de astrónomos descobriu uma nuvem de gás, com várias vezes a massa da Terra, a aproximar-se rapidamente do buraco negro situado no centro da Via Láctea. Esta é a primeira vez que uma nuvem “condenada” é observada em aproximação a um buraco negro supermassivo. Os resultados serão publicados a 5 de Janeiro de 2012 na revista Nature.
eso1150pt — Nota de Imprensa Institucional
E-ELT mais próximo de se tornar uma realidade
9 de Dezembro de 2011: O órgão governativo do Observatório Europeu do Sul, o Conselho do ESO, aprovou o orçamento do ESO para 2012, orçamento esse que inclui já trabalho de preparação da estrada que leva ao local do E-ELT no Cerro Armazones e desenvolvimento inicial de alguns componentes ópticos bastante complexos para o telescópio. Com alguns dos países membros do ESO já comprometidos em financiar parte dos custos adicionais relativos ao projeto, espera-se a aprovação final de todo o programa E-ELT para meados de 2012.
eso1149pt — Nota de Imprensa Institucional
Príncipe Philippe da Bélgica lidera uma delegação industrial em visita aos locais do ESO no Chile
8 de Dezembro de 2011: O príncipe herdeiro da Bélgica visitou o Observatório do Paranal do ESO, acompanhado por uma delegação empresarial em busca de futuras oportunidades para a indústria europeia, no âmbito do projeto do ESO, o European Extremely Large Telescope.
eso1148pt — Nota de Imprensa Científica
Estrela Vampira Revela os Seus Segredos
7 de Dezembro de 2011: Astrónomos obtiveram as melhores imagens de sempre de uma estrela que perdeu a maior parte da sua matéria devido a uma companheira vampira. Ao combinar a luz captada por quatro telescópios instalados no Observatório do Paranal do ESO, os astrónomos criaram um telescópio virtual de 130 metros de diâmetro, capaz de observar com uma nitidez 50 vezes superior ao Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA. Surpreendentemente, os novos resultados mostram que a transferência de matéria de uma estrela para a outra neste sistema duplo é mais suave do que o que seria de esperar.
eso1147pt — Nota de Imprensa Científica
VLT Encontra a Estrela em Rotação Mais Rápida
5 de Dezembro de 2011: O Very Large Telescope do ESO descobriu a mais rápida estrela em rotação encontrada até agora. Esta estrela jovem brilhante de elevada massa situa-se na nossa galáxia vizinha, a Grande Nuvem de Magalhães, a cerca de 160 000 anos-luz de distância. Os astrónomos pensam que esta estrela poderá ter tido um passado violento, tendo sido ejetada de um sistema de estrelas duplas pela sua companheira em fase de explosão.
eso1145pt — Foto de Imprensa
As nuvens frias de Carina
16 de Novembro de 2011: Observações obtidas com o telescópio APEX no submilímetro revelaram as nuvens frias de poeira onde se formam estrelas na Nebulosa Carina. Este local de intensa formação estelar, que alberga algumas das estrelas de maior massa da nossa galáxia, é o sítio ideal para se estudar a interação entre as jovens estrelas e as suas nuvens progenitoras.
eso1144pt — Nota de Imprensa Científica
Lutécia: Um sobrevivente raro da altura do nascimento da Terra
11 de Novembro de 2011: Novas observações indicam que o asteróide Lutécia é um fragmento que restou da matéria original que formou a Terra, Vénus e Mercúrio. Os astrónomos combinaram dados da sonda espacial Rosetta da ESA, do New Technology Telescope do ESO e de telescópios da NASA e descobriram que as propriedades do asteróide são muito similares às de um tipo raro de meteoritos encontrados na Terra e que se pensa terem sido formados nas regiões interiores do Sistema Solar. Lutécia deslocou-se provavelmente no passado para a sua órbita atual, situada na principal cintura de asteróides entre Marte e Júpiter.
eso1143pt — Nota de Imprensa Científica
Observações VLT de explosão de raios gama revelam ingredientes surpreendentes em galáxias primordiais
2 de Novembro de 2011: Uma equipa internacional de astrónomos utilizou a breve mas brilhante luz de uma explosão de raios gama distante para investigar a composição de galáxias muito distantes. Surpreendentemente as novas observações obtidas com o Very Large Telescope do ESO revelaram duas galáxias no Universo primordial mais ricas em elementos pesados que o Sol. As duas galáxias podem encontrar-se em processo de fusão. Tais processos no Universo primitivo originam a formação de muitas estrelas novas, podendo dar origem a explosões de raios gama.
eso1142pt — Nota de Imprensa Científica
O distante Éris é gémeo de Plutão
26 de Outubro de 2011: Astrónomos mediram pela primeira vez de modo preciso o diâmetro de Éris, o longínquo planeta anão, no momento em que este passou em frente de uma estrela de luminosidade baixa. Este fenómeno foi observado no final de 2010 por telescópios no Chile, incluindo o telescópio belga TRAPPIST que se encontra instalado no Observatório de La Silla do ESO. As observações mostram que Éris é um gémeo quase perfeito de Plutão em termos de tamanho. Éris parece ter uma superfície muito refletora, sugerindo que se encontra uniformemente coberto por uma fina camada de gelo, provavelmente uma atmosfera gelada. Os resultados serão publicados a 27 de Outubro na revista Nature.
eso1141pt — Foto de Imprensa
Vista Descobre Novos Enxames Estelares Globulares
19 de Outubro de 2011: Dois novos enxames globulares juntaram-se ao total dos 158 já conhecidos na Via Láctea. Estes objetos foram encontrados nas novas imagens do telescópio de rastreio VISTA do ESO, no âmbito do rastreio que está a ser levado a cabo na Via Láctea (VVV). Este rastreio descobriu o primeiro enxame estelar que se encontra muito para além do centro da Via Láctea e cuja luz, para chegar até nós, teve que viajar através do gás e poeira que se encontram no coração da nossa galáxia.
eso1140pt — Nota de Imprensa Institucional
Construída réplica à escala do espelho do maior telescópio do mundo para Dia Aberto do ESO
17 de Outubro de 2011: No sábado 15 de Outubro o Observatório Europeu do Sul abriu ao público as portas da sua sede em Garching bei Munchen, Alemanha. Durante todo o dia, milhares de visitantes tiveram a oportunidade de construir uma réplica à escala do espelho do maior telescópio do mundo em fase de planeamento - o European Extremely Large Telescope (E-ELT) - e de experimentar muitos outras atividades relacionadas com o trabalho do ESO.
eso1139pt — Nota de Imprensa Institucional
ESO e Chile assinam acordo para o E-ELT
13 de Outubro de 2011: Hoje numa cerimónia em Santiago, Chile, o Ministro chileno dos Negócios Estrangeiros, Alfredo Moreno, e o Diretor Geral do ESO, Tim de Zeeuw, assinaram um acordo relativo ao European Extremely Large Telescope. O acordo entre o ESO e o governo chileno inclui a doação de terreno para o telescópio, uma concessão de longo termo para estabelecer uma área protegida em seu redor e ainda o apoio do governo chileno na instalação do E-ELT.
eso1138pt — Nota de Imprensa Científica
Galáxias distantes revelam como o nevoeiro cósmico se dissipou
12 de Outubro de 2011: Cientistas utilizaram o Very Large Telescope do ESO para sondar o Universo primordial a diferentes idades à medida que este se ia tornando transparente à radiação ultravioleta. Esta breve mas dramática fase da história cósmica - conhecida como reionização - ocorreu há cerca de 13 mil milhões de anos. Ao estudar detalhadamente as galáxias mais distantes alguma vez encontradas, a equipa conseguiu determinar pela primeira vez a linha cronológica da reonização. A equipa demonstrou também que esta fase deve ter ocorrido mais depressa do que os astrónomos pensavam anteriormente.
eso1137pt — Nota de Imprensa Institucional
O ALMA abre os olhos
3 de Outubro de 2011: O ALMA, sigla do inglês Atacama Large Millimeter/submillimeter Array, o observatório terrestre mais complexo abriu oficialmente as suas portas aos astrónomos. A primeira imagem divulgada do telescópio ainda em fase de construção, revela uma visão do Universo que não poderia ser observada por telescópios óticos ou infravermelhos. Milhares de cientistas de todo o mundo competiram entre si para poderem estar entre os primeiros a explorar com esta nova ferramenta astronómica alguns dos mais escuros, mais frios, mais longínquos e mais escondidos segredos do cosmos.
eso1136pt — Foto de Imprensa
Delicie-se com a Nebulosa Ovo Estrelado
28 de Setembro de 2011: Os astrónomos utilizaram o Very Large Telescope do ESO para obter imagens duma estrela colossal pertencente a uma das mais raras classes de estrelas no Universo, as hipergigantes amarelas. Esta nova imagem é a melhor jamais obtida para uma estrela desta classe e mostra pela primeira vez uma enorme concha dupla de poeira a rodear a hipergigante central. A estrela e a sua concha parecem-se com a clara de um ovo em torno da gema central, o que levou os astrónomos a darem-lhe o nome de Nebulosa Ovo Estrelado.
eso1135pt — Foto de Imprensa
Um Pássaro Zangado no Céu
21 de Setembro de 2011: A nova imagem do instrumento Wide Field Imager montado no telescópio MPG/ESO de 2.2 metros revela a Nebulosa Lambda Centauri, uma nuvem de hidrogénio brilhante e estrelas recém-nascidas na constelação de Centauro. À nebulosa, também conhecida como IC 2944, dá-se muitas vezes o nome popular de nebulosa da Galinha Fugitiva, devido à forma de pássaro que algumas pessoas identificam na região mais brilhante.
Mostrar 141 até 160 de 271