ann15026-pt — Anúncio

O ESO distribui mais rapidamente vídeos e material para cúpula completa

Através de um servidor perto de si

26 de Março de 2015

Como instituição científica que é, o ESO tem à sua disposição uma boa infraestrutura que permite distribuir dados astronómicos de vanguarda aos astrónomos nos seus Estados Membros. No entanto, e entre outros serviços, o ESO põe igualmente à disposição dos meios de comunicação social e do público em geral quase 10 000 imagens e 2500 vídeos.

Todas as imagens e vídeos do ESO podem ser utilizados de forma gratuita e a maior parte do nosso tráfego internet corresponde à distribuição de vídeos - desde podcasts a grandes imagens em Ultra HD e vídeos para planetários de cúpula completa. Alguns dos maiores ficheiros têm vários gigabytes, podendo chegar aos 400 gigabytes no caso de espectáculos para planetários de cúpula completa.

Até agora, o ESO tem tido apenas um servidor - na sua Sede em Garching - através do qual é distribuído todo o material para o mundo inteiro. No entanto, com cerca de 40% do tráfego público do ESO a vir de fora da Europa, a desvantagem em termos de velocidade e facilidade com que os utilizadores podem aceder a conteúdos do ESO tem sido uma fonte de preocupação há mais de uma década.

A distribuição de enormes ficheiros para todo o mundo a partir de um único local origina períodos de inactividade  - ou uma transferência mais lenta dos dados - para os utilizadores que se encontram mais longe do servidor e, uma vez que muitos dos nossos vídeos estão preparadas para serem vistos no ecrã em tempo real, aceder a tais conteúdos através de um servidor longínquo significa muito tempo de espera no carregamento dos vídeos, entre outros.

Uma CDN (Content Delivery Network) tem sido um tópico de conversa frequente, mas só agora, devido a mudanças no mercado, à chegada de novos fornecedores de CDN e à urgência cada vez maior da situação, estamos em posição de encetar uma parceria com uma tal rede.

No âmbito de uma colaboração, o fornecedor CDN77 colocou agora todos os vídeos do ESO em mais de 25 servidores em todo o mundo. Este facto dará aos utilizadores, e particularmente aos que estão na América, Ásia e Austrália, um acesso muito mais rápido aos conteúdos do ESO, o que é especialmente vantajoso para os visitantes do 16º Estado Membro do ESO, o Brasil (à espera da ratificação) e para a nossa nação de acolhimento, o Chile.

Os vários servidores fornecem um acesso  mais rápido e mais conveniente aos conteúdos do ESO a partir de qualquer parte do mundo fora da Europa, seja no download de espectáculos de planetário e de vídeos em Ultra HD, seja para assistir a podcasts. Espera-se que os utilizadores possam fazer downloads e ver conteúdos até dez vezes mais depressa do que atualmente.

Links

Contactos

Mathias André
Web and Advanced Projects Coordinator
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6760
Email: mandre@eso.org

Lars Lindberg Christensen
Head of ESO ePOD
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6761
Telm: +49 173 3872 621
Email: lars@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann15026

Imagens