Um souflé abrasador

O céu sobre os Andes chilenos nunca é aborrecido — nem mesmo quando um “souflé” crescente impulsionado pelo vento ou cobertura de nuvens aparece! Esta imagem do planalto do Chajnantor, situado a 5000 metros de altitude e local de acolhimento das 66 antenas que fazem parte do Observatório ALMA, mostra ventos fortes e nuvens espessas na altura do pôr do Sol, o que resulta nesta extraordinária imagem ígnia.

O ALMA é o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array, um observatório de vanguarda que estuda um tipo de nuvens completamente diferente das aqui capturadas. Os astrónomos usam o ALMA para estudar nuvens moleculares, enormes acumulações de gás e poeira com temperaturas de apenas algumas dezenas de graus acima do zero absoluto. Frequentemente, estas regiões de formação estelar aparecem escuras e obscurecidas quando observadas em luz visível, mas brilham intensamente nas regiões do espectro do milímetro e submilímetro.

Esta imagem foi obtida pelo Embaixador Fotográfico do ESO Babak Tafreshi durante a Expedição Fulldome do ESO de 2016, a qual foi organizada com o intuito de juntar imagens de alta qualidade para o Planetário & Centro de Visitantes Supernova do ESO.

Créditos:

B. Tafreshi/ESO

Sobre a imagem

Id:potw1701a
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:2 de Janeiro de 2017 às 06:00
Tamanho:7000 x 4667 px

Sobre o objeto

Nome:Atacama Large Millimeter/submillimeter Array
Tipo:Early Universe : Technology : Observatory

Formatos de imagens

JPEG grande
2,8 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
112,7 KB
1280x1024
161,8 KB
1600x1200
216,9 KB
1920x1200
251,4 KB
2048x1536
318,0 KB

 

Veja também