Imagem no visível de um enxame de galáxias distante descoberto pelo rastreio XXL

Este enxame de galáxias distante foi descoberto pelo rastreio XXL, através da sua emissão raios X vinda do gás quente. Esta radiação foi detectada pelo satélite XMM da ESA. As distâncias às galáxias individuais foram medidas com o auxílio do ESO e doutros telescópios, permitindo a obtenção de uma vista tridimensional da distribuição dos enxames de galáxias.

Esta imagem foi obtida pelo Telescópio Canada France Hawaii.

Créditos:

XXL consortium/Canada France Hawaii Telescope

Sobre a imagem

Id:eso1548c
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:15 de Dezembro de 2015 às 12:00
Notícias relacionadas:eso1548
Tamanho:2261 x 2261 px

Sobre o objeto

Tipo:Early Universe : Galaxy : Grouping : Cluster
Early Universe : Cosmology : Morphology : Large-Scale Structure
Early Universe : Cosmology : Phenomenon : Dark Matter
Constellation:Cetus

Formatos de imagens

JPEG grande
2,2 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
274,0 KB
1280x1024
480,8 KB
1600x1200
766,7 KB
1920x1200
994,7 KB
2048x1536
1,4 MB

Coordenadas

Position (RA):2 10 56.41
Position (Dec):-6° 12' 0.34"
Field of view:7.02 x 7.02 arcminutes
Orientação:O norte está a -0.0° à esquerda da vertical

Cores e filtros

BandaTelescópio
Óptico
u
CFHT
MegaCam
Óptico
r
CFHT
MegaCam
Óptico
z
CFHT
MegaCam

 

Veja também