Halo de gás observado pelo MUSE em torno de uma fusão de galáxias vista pelo ALMA

Esta imagem mostra um dos halos de gás recentemente observados pelo instrumento MUSE, montado no Very Large Telescope do ESO, sobreposto a uma imagem mais antiga de uma fusão de galáxias vista pelo ALMA. O enorme halo de hidrogénio gasoso está a azul e os dados do ALMA encontram-se a laranja.

O halo está ligado à galáxia, a qual contém um quasar no seu centro. O hidrogénio gasoso, de brilho ténue, é a fonte de "alimento" perfeita para o buraco negro supermassivo situado no centro do quasar.

Os objetos da imagem encontram-se a um desvio para o vermelho de 6,2, o que significa que os vemos tal como eram há 12,8 mil milhões de anos atrás. Apesar dos quasares serem muito brilhantes, os reservatórios de gás que os circundam são muito mais difíceis de observar. Ainda assim, o MUSE conseguiu detectar o brilho ténue do hidrogénio gasoso nos halos, permitindo aos astrónomos descobrir finalmente estes depósitos de “comida” que alimentavam os buracos negros supermassivos no Universo primitivo.

Créditos:

ESO/Farina et al.; ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), Decarli et al.

Sobre a imagem

Id:eso1921a
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:19 de Dezembro de 2019 às 12:00
Notícias relacionadas:eso1921
Tamanho:1852 x 1550 px

Sobre o objeto

Tipo:Early Universe : Galaxy : Activity : AGN : Quasar
Constellation:Capricornus

Formatos de imagens

JPEG grande
176,2 KB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
76,9 KB
1280x1024
102,5 KB
1600x1200
138,0 KB
1920x1200
166,1 KB
2048x1536
198,6 KB

Coordenadas

Position (RA):20 32 10.06
Position (Dec):-21° 14' 2.78"
Field of view:0.16 x 0.13 arcminutes
Orientação:O norte está a -0.0° à esquerda da vertical

Cores e filtros

BandaTelescópio
Óptico
Lyman-alpha
Very Large Telescope
MUSE
Milímetro
CII
Atacama Large Millimeter/submillimeter Array

 

Veja também