Um observador ancião

Os observatórios do ESO localizados nas montanhas do Chile — La Silla, Paranal e planalto do Chajnantor — acolhem um grande número de telescópios construídos e operados pelos 16 Estados Membros desta organização. Com o tempo, telescópios mais antigos são lentamente suplantados por outros mais recentes e avançados. Um destes velhos telescópios pode ser visto nesta fotografia: o Swedish-ESO Submillimetre Telescope (SEST).

Construído em 1987 em La Silla, o SEST foi um instrumento pioneiro. Era o único grande telescópio existente no hemisfério sul que estudava as ondas rádio emitidas por objetos do Universo distante (chamada astronomia submilimétrica). Com uma enorme antena parabólica de 15 metros de diâmetro, o telescópio conseguia observar alguns dos mais extremos fenómenos no Universo.

No entanto, telescópios mais novos e avançados — como o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) e o Atacama Pathfinder Experiment (APEX), ambos situados no planalto do Chajnantor — começaram a produzir melhores medições e observações e o SEST acabou por ser desativado em 2003.

A sua história, no entanto, não acabou por aqui. O SEST pode já não observar, mas o prato refletor do telescópio ainda se ergue orgulhosamente em La Silla, atuando como um espelho dos magníficos céus do local.

Links

Créditos:

Sobre a imagem

Id:potw1925a
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:24 de Junho de 2019 às 06:00
Tamanho:30000 x 10029 px
Field of View:360° x 120.3°

Sobre o objeto

Nome:Swedish–ESO Submillimetre Telescope
Tipo:Unspecified : Sky Phenomenon : Night Sky
Unspecified : Technology : Observatory : Telescope

Formatos de imagens

JPEG grande
82,2 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
264,5 KB
1280x1024
448,2 KB
1600x1200
651,2 KB
1920x1200
774,9 KB
2048x1536
878,4 KB

 

Veja também