eso1643pt — Nota de Imprensa Institucional

Xavier Barcons nomeado próximo Diretor Geral do ESO

9 de Dezembro de 2016

O Conselho do ESO nomeou Xavier Barcons, de 57 anos de idade, como novo Diretor Geral do ESO. Barcons entrará em funções a 1 de setembro de 2017, quando Tim de Zeeuw, o atual Diretor Geral, terminar o seu mandato.

Em nome do Conselho, apraz-me enormemente nomear Xavier Barcons como sucessor de Tim de Zeeuw no cargo de Diretor Geral,” disse Patrick Roche, Presidente do Conselho do ESO. "Xavier está idealmente colocado para liderar o desenvolvimento futuro da organização na próxima fase do seu programa, incluindo a construção do European Extremely Large Telescope, o telescópio mais poderoso e ambicioso do seu género. Agradecemos a Tim de Zeeuw a sua liderança exemplar durante uma década notável de sucessos, a qual estabeleceu firmemente o ESO como observatório astronómico líder mundial."

O professor Xavier Barcons é espanhol e tem vindo a desenvolver uma carreira notável, tanto no mundo académico como em política da ciência. É também bem conhecido no ESO devido ao seu mandato de sucesso como Presidente do Conselho, cargo que ocupou de 2012 a 2014, um período que incluiu a aprovação do Programa do E-ELT e o início da Fase 1 da construção deste telescópio. Foi também um membro ativo e presidente de muitos comités do ESO, mais recentemente tendo ocupado o lugar de Presidente do Comité de Programas de Observação.

Tim de Zeeuw comenta: “Estou muito contente por entregar o testemunho ao Xavier, com quem tive o grande prazer de trabalhar em estreita colaboração durante muitos anos. O alcance do programa do ESO tem-se expandido imenso, avizinhando-se um futuro promissor — o ALMA continua a produzir ciência fascinante, o E-ELT está a ser construído e novos projetos, assim como novos Estados Membros, perfilam-se no horizonte. Existem sem dúvida muitos desafios futuros e não consigo pensar numa pessoa melhor que o Xavier para levar este navio a bom porto!

Xavier Barcons acrescenta: “Sinto-me muito honrado por assumir a liderança do ESO num momento tão excitante. Durante o mandato do Tim, a organização floresceu e cresceu. Aguardo com expectativa ver o  E-ELT tornar-se uma realidade, supervisionar o desenvolvimento continuado do Very Large Telescope, do ALMA e de muitos outros projetos do ESO. Aguardo também com expectativa trabalhar com o pessoal altamente qualificado do ESO.

Xavier Barcons começou a sua carreira como físico e completou o seu doutoramento na Universidade de Cantabria em 1985 na área de plasmas quentes e  meio intergaláctico. Este tema levou-o a interessar-se por astronomia de raios x e pelo estudo de espectros de quasars distantes. Após um período em que trabalhou em Cambridge, no Reino Unido, Barcons regressou a Espanha, tendo desempenhado um papel fundamental na criação do primeiro grupo de astronomia de raios x no seu país. Desde 2002 que é professor investigador no Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) espanhol.

A investigação subsequente de Xavier focou-se na astronomia de raios x, tendo usado dados de muitos observatórios espaciais, incluindo Einstein, ROSAT e XMM-Newton, e também organizado muitas campanhas coordenadas de observação no solo, tanto no ESO como noutros observatórios. Durante os últimos 15 anos, Xavier tem promovido a criação de um observatório europeu de raios x de próxima geração, o qual foi agora selecionado pela ESA como a missão Athena. Uma das suas áreas particulares de interesse científico centra-se na natureza de núcleos ativos de galáxias no Universo distante e em como a sua observação, tanto a partir do solo como a partir do espaço, pode levar a uma melhor compreensão das suas propriedades e evolução.

Xavier Barcons é casado e tem dois filhos.

Informações adicionais

O ESO é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é de longe o observatório astronómico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 16 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça, assim como pelo Chile, o país de acolhimento. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e operação de observatórios astronómicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrónomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronómica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronómico óptico mais avançado do mundo e dois telescópios de rastreio. O VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo que trabalha no infravermelho e o VLT Survey Telescope, o maior telescópio concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é um parceiro principal no ALMA, o maior projeto astronómico que existe atualmente. E no Cerro Armazones, próximo do Paranal, o ESO está a construir o European Extremely Large Telescope (E-ELT) de 39 metros, que será “o maior olho do mundo virado para o céu”.

Contactos

Margarida Serote
Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço
Portugal
Telm.: 964951692
Email: eson-portugal@eso.org

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Germany
Tel.: +49 89 3200 6655
Telm.: +49 151 1537 3591
Email: rhook@eso.org

Connect with ESO on social media

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso1643, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contacto local com os meios de comunicação social, em ligação com os desenvolvimentos do ESO. A representante do nodo português é Margarida Serote.

Sobre a Nota de Imprensa

Nº da Notícia:eso1643pt
Nome:ESO Director General
Tipo:Unspecified : People : Scientist

Imagens

Xavier Barcons nomeado próximo Diretor Geral do ESO
Xavier Barcons nomeado próximo Diretor Geral do ESO

Veja também