O eclipse total da Lua na Sede do ESO

Na manhã de segunda-feira dia 28 de setembro de 2015, ocorreu um eclipse total da Lua que foi observado em toda a África, América, Europa e Médio Oriente. Na Sede do ESO na Alemanha este fenómeno foi fotografado por Mahdi Zamani, por cima do Edifício de Extensão da Sede e do Edifício Técnico. Nesta sequência time-lapse a Lua observou-se por entre finas camadas de nuvens, muito brilhante em cima à esquerda e depois muito mais ténue à medida que entrava na sombra da Terra e se deslocava mais baixa no céu matinal.

Um eclipse lunar ocorre quando a Lua, a Terra e o Sol estão perfeitamente alinhados. Quando a Lua passa pela sombra lançada pela Terra, o nosso planeta bloqueia o caminho direto da luz solar até à superfície lunar, dando-se um eclipse total. Este fenómeno ocorre apenas quando a Lua se encontra na fase de Lua Cheia.

O eclipse total desta manhã teve lugar durante uma super Lua — uma Lua Cheia que ocorre na mesma altura em que a Lua se encontra o mais perto possível da Terra na sua órbita elíptica. A Lua eclipsada beneficiou assim destes dois efeitos que ocorreram em simultâneo, parecendo significativamente maior e mais brilhante do que o normal.

Contrariamente aos eclipses solares, a Lua não desaparece completamente de vista durante um eclipse total. Em vez disso, mostra-se vermelha, razão pela qual recebe o nome ominoso de “Lua sangrenta”. A cor avermelhada é causada pela luz solar refratada que passa através da atmosfera da Terra. Além disso, a maior parte da luz azul é dispersada — o mesmo efeito que dá ao Sol uma cor vermelha na altura do nascer e do pôr do astro solar.

Créditos:

Sobre a imagem

Id:potw1539a
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:28 de Setembro de 2015 às 11:00
Tamanho:5616 x 3744 px

Sobre o objeto

Nome:Moon
Tipo:Unspecified : Sky Phenomenon : Eclipse : Lunar : Total

Formatos de imagens

JPEG grande
6,6 MB

Papéis de parede

1024x768
326,4 KB
1280x1024
515,8 KB
1600x1200
756,1 KB
1920x1200
916,6 KB
2048x1536
1,2 MB

 

Veja também