Imagem MUSE do Hubble Deep Field South

O instrumento MUSE montado no Very Large Telescope do ESO deu aos astrónomos a melhor vista tridimensional do Universo profundo obtida até à data. Após observar a região do Hubble Deep Field South durante apenas 27 horas, as novas observações revelam distâncias, movimentos e outras propriedades de muito mais galáxias do que as que tinham sido observadas até agora nesta pequeníssima zona do céu. Estas observações revelam igualmente objetos anteriormente desconhecidos nas observações do Hubble.

Os dados tridimensionais podem ser vistos como uma pilha de milhares de imagens individuais a diferentes comprimentos de onda, estendendo-se desde a parte azul do espectro até ao infravermelho próximo. Aqui vemos umas a seguir às outras, começando no azul. Algumas galáxias comparativamente próximas foram seleccionadas mostrando-se a sua rotação - regiões da galáxia de um lado aparecem primeiro (porque se deslocam na nossa direção e consequentemente apresentam um desvio para o azul) e o outro lado aparece a afastar-se (apresentam portanto um desvio para o vermelho).

Créditos:

ESO/MUSE Consortium/R. Bacon

Sobre o vídeo

Id:eso1507d
Língua:pt
Data de divulgação:26 de Fevereiro de 2015 às 12:00
Notícias relacionadas:eso1507
Duração:50 s
Frame rate:30 fps

Sobre o objeto


Ultra HD (info)


HD


Large

QT grandes
6,1 MB

Medium

MPEG-1 médios
22,3 MB
Flash médios
6,1 MB

For Broadcasters


Veja também