ESOcast 178 Light: Um Universo resplandescente

Observações profundas levadas a cabo pelo espectrógrafo MUSE montado no Very Large Telescope do ESO revelaram enormes reservatórios cósmicos de hidrogénio atómico em torno de galáxias distantes. A extrema sensibilidade do MUSE permitiu a observação direta de nuvens ténues de hidrogénio brilhantes que emitem radiação de Lyman-alfa no Universo primordial — mostrando assim que quase todo o céu noturno brilha de forma invisível.

Este vídeo encontra-se disponível em 4K UHD.

O ESOcast Light é uma série de vídeos curtos que nos traz as maravilhas do Universo em "pequenos pedaços". Os episódios do ESOcast Light não substituem os ESOcast normais e mais longos, pretendendo apenas complementá-los com notícias astronómicas atuais e imagens das notas de imprensa do ESO.

Créditos:

ESO

Directed by: Nico Bartmann.
Editing: Nico Bartmann.
Web and technical support: Mathias André and Raquel Yumi Shida.
Written by: Ivana Kurecic and Calum Turner.
Music: written and performed by Stan Dart (www.stan-dart.com).
Footage and photos: ESO, F. Kamphues, Digitized Sky Survey 2, Lutz Wisotzki et al, MUSE Consortium, R. Bacon and J. Pérez.
Executive producer: Lars Lindberg Christensen.

Sobre o vídeo

Id:eso1832a
Língua:pt
Data de divulgação:1 de Outubro de 2018 às 17:00
Notícias relacionadas:eso1832
Duração:01 m 14 s
Frame rate:30 fps

Sobre o objeto

Nome:Hubble Ultra Deep Field
Tipo:Early Universe : Cosmology : Morphology : Deep Field

Ultra HD (info)


HD


Medium


For Broadcasters


Guião

English
85,4 KB

Legendas

Arabic
997 bytes
Chinese
727 bytes
Croatian
797 bytes
Czech
860 bytes
English
794 bytes
French
872 bytes
German
904 bytes
Indonesian
866 bytes
Italian
940 bytes
Korean
1022 bytes
Macedonian
1,2 KB
Polish
853 bytes
Portuguese
873 bytes
Russian
1,2 KB
Vietnamese
992 bytes

Veja também